2ª Mostra CineBH

CAPITAL DOS MINEIROS
EM CONEXÃO COM O MERCADO AUDIOVISUAL

Dinâmica, múltipla, cosmopolita, Belo Horizonte - a capital dos mineiros - ostenta vocação ímpar para o desenvolvimento econômico e social, para as artes e a cultura, o convívio em família e o culto à amizade e ao encontro. Não é por acaso que aqui nasceram valores e talentos na dança, música, teatro, artes plásticas, cinema, web arte, arquitetura e outras manifestações que projetam Belo Horizonte no cenário internacional.

A forte produção artística e cultural de Belo Horizonte ultrapassou os limites das montanhas e ganhou o mundo. A linguagem universal da cultura mineira, depois de conquistar o público de todo o País, emociona platéias no exterior. Grandes nomes foram revelados. Grandes eventos realizados consolidam a cidade como centro gerador de cultura.

Em 2007, como parte das comemorações dos 110 anos de Belo Horizonte e dos 110 anos do cinema brasileiro, a Universo Produção (responsável também pelas Mostras de Tiradentes e Ouro Preto – CINEOP) implanta um novo empreendimento cultural – a Mostra CineBH – idealizada para desvendar a nova cadeia produtiva audiovisual brasileira numa promoção com a Prefeitura de Belo Horizonte, através da Fundação Municipal de Cultura.

Uma reflexão sobre a viabilidade do cinema brasileiro e a sua capacidade de seduzir o novo público: do cidadão audiovisual ativo

 O cinema brasileiro é viável financeiramente? E esteticamente?
O que ele tem a dizer?
O que falta para despertar o interesse de um público maior?
Há hoje no Brasil um cinema que se possa considerar popular? Ou antes: faz sentido pensar em cinema popular com salas concentradas em shopping centers e um dos ingressos mais caros do mundo?

Anos 2000: o que é e qual é nosso cinema popular?
O cinema brasileiro do século XXI seria um cinema popular?
Como se caracteriza a produção independente brasileira?
Quais os caminhos e circuitos de exibição no brasil?

Mais que exibição de filmes, a Mostra CineBH 2008 é um espaço de formação e reflexão sobre a sustentabilidade do cinema nacional, a sua capacidade de seduzir o público, as possibilidades e viabilidade de co-produção internacional, as tendências, as novas mídias e tecnologias, o contemporâneo e o histórico, os principais movimentos estéticos mundiais. Uma reflexão em palavras, por meio de debates, palestras e oficinas, mas sobretudo em imagens, em seleções variadas, ações de cooperação e intercâmbio audiovisual.

A Mostra CineBH 2008, em sua segunda edição, lançou o desafio de expor as características da produção cinematográfica brasileira enfocando o mercado audiovisual – perfil, possibilidades, alternativas e a realidade de exibição no Brasil em intercâmbio com o mundo que vistos com lupa entre os dias 30 de outubro a 04 de novembro de 2008, em Belo Horizonte.