3ª Mostra CineBH

PARA ALÉM DAS MONTANHAS

Belo Horizonte no centro nacional do cinema, no cenário do bairro Santa Tereza – símbolo de uma vida cultural intensa que se transformou e ganhou alma no convívio com a sétima arte.

Chancelada como evento oficial do Ano da França no Brasil, a Mostra CineBH integra o programa nacional Cinema sem Fronteiras e chega a sua terceira edição maior e mais convicta do seu papel – representar um novo diálogo entre as forças constituintes de uma cinematográfica em intercâmbio com o mundo. Contextualiza o mercado audiovisual e, nesta edição, colocou em evidência a coprodução internacional em filmes, debates e homenagem.

A Mostra CineBH 2009 exibiu 76 filmes, sendo 23 longas, 7 médias e 46 curtas, divididos em 43 sessões ao longo de seis dias de programação oferecida gratuitamente ao público.

Pela primeira vez, internacionalizou sua programação trazendo a Belo Horizonte filmes inéditos no Brasil, que tiveram grande repercussão em festivais como Cannes, Berlim, Veneza, Locarno e Toronto, além de pré-estreias brasileiras e seminários com a presença de convidados internacionais.

A Mostra CineBH se propôs a discutir também o papel da França como principal coprodutora de diversas cinematografias pelo mundo, ao mesmo tempo, que discutiu questões cruciais que colocaram em primeiro plano a necessidade de reabertura de espaços de exibição, tanto para a formação de novos públicos como para alternativa viável para o atual problema de distribuição do cinema brasileiro no país.

Prestou homenagens a 02 Filmes apresentando a vitalidade do seu trabalho em coproduções que ganharam o mundo, o reconhecimento da crítica e do público.

Em mais uma edição da Mostra CineBH, a Universo Produção reafirmou seu compromisso com o país, com Minas, com Belo Horizonte e com a comunidade de Santa Tereza levando a cultura para perto do povo – hoje mais que um evento, um instrumento que se faz necessário ao nosso fazer cinematográfico, à nossa condição humana que quer ter acesso a uma programação cultural de qualidade.

Além das exibições de filmes em pré-estreias nacionais e internacionais, retrospectivas, oficinas, seminário, debates, cine-escola, mostrinha de cinema, o evento reúne também outras manifestações da arte – exposição, cortejo, lançamento de livros e atrações musicais reconhecendo a cultura como instrumento de transformação social e construção da cidadania.

A programação cultural gratuita, abrangente e de vanguarda aconteceu na Vila do Cinema instalada no tradicional bairro de Santa Tereza com três espaços de projeções – o Cine-Tenda(400 lugares), o Cine-Praça(1.500 lugares) e o precioso Cine Santa Tereza, prédio arquitetônico e urbanístico expressivo da história cultural e do cinema em Belo Horizonte, fundado em 1944 e desativado desde 1980. Foi reerguido pela Universo Produção para ser a sede e o coração da Mostra CineBH, e, mesmo entreaberto provisoriamente, já insinua a importância da sua destinação para o audiovisual.

Inserida na vida e no cotidiano da comunidade de Santa Tereza, a Mostra CineBH assumiu as comemorações dos 111 anos do bairro e, promoveu, em parceria com a Associação Comunitária, ações que apresentaram as personalidades e o cenário de muitas histórias.

Agradecemos à Prefeitura de Belo Horizonte, aos Comissariados Brasileiro e Francês, Ministérios da Cultura e das Relações Exteriores no Brasil e na França, ao Comitê Mineiro do Ano da França no Brasil, as empresas patrocinadoras, às lideranças políticas e comunitárias e aos parceiros que sensibilizados e comprometidos com ações sócio-culturais-turísticas somaram esforços na viabilização da 3ª CineBH – testemunha das dificuldades e cúmplice da busca de soluções, do conhecimento e descobertas.

A dedicada e incansável equipe de trabalho e a todas as pessoas que acreditaram na proposta – diretores, atores, produtores, técnicos, lideranças, imprensa; enfim, todos – nossa gratidão.

Em Santa Tereza, na capital dos mineiros, a moldura de novos e longos traços num espetáculo de imagens e sons desvendou novos mundos diante dos olhos do público.