8ª CineBH - Mostra de Cinema de Belo Horizonte

NOVOS TEMPOS
O CINEMA DO MUNDO CHEGA A BELO HORIZONTE

Pelo oitavo ano consecutivo, a Mostra CineBH traz à capital mineira o melhor do cinema brasileiro e internacional e consolida-se como espaço de lançamento e discussão da mais significativa produção cinematográfica atual.

Nesta edição, a temática os Desafios da cinefilia: proposições para um novo tempo, em que a curadoriapropõe,por meio de filmes, debates, diálogos e encontros, mapear a cultura de cinema contemporâneo para repensar os modos como crítica, público e cineastas relacionam o mundo com o cinema e o cinema com os impasses atuais da arte e do pensamento.

Nas telas, 98 filmes(39 longas, cinco médias e 54 curtas)em pré-estreias nacionais e internacionais, retrospectivas e mostras temáticas de 20 países (Argentina, Austrália, Áustria, Canadá, Chile, China, Cuba, Alemanha, Espanha, EUA, Holanda, França, Bélgica, Portugal, Itália, México, Reino Unido, Noruega, Luxemburgo, Suíça) e representantes de 12 estados brasileiros (BA, SP, PE, CE, GO, MG, PR, RS, RJ, RN, RR, SC)apresentam a diversidade da produção nacional e internacional em três espaços culturais da cidade – Cine Humberto Mauro,Sesc Palladium e o Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB-BH, que recebe, pela primeira vez, a instalação de uma sala de cinema especialmente para atender o evento.

 A 8ª Mostra CineBHinaugura a programação com a pré-estreia nacional do longa Deserto Azul, do diretor e artista plástico mineiro Éder Santos. Ficção científica ambientado num futuro distópico. O enredo trata de um mundo no qual não há mais guerras nem problemas sociais e onde resta aos seres humanos, agora dotados de forte espiritualidade, a "transcendência", busca essencial do protagonista.

Ao longo dos oito dias de evento, a programação de filmes se divide em quatro mostras, sendo duas grandes e importantes retrospectivas que prometem mobilizar os cinéfilos. Uma édo cineasta argentino Santiago Loza,nome reconhecido internacionalmente e ainda pouco visto no Brasil.Loza tem uma carreira premiada e de destaqueno cinema, no teatro e na TV. Marca presença no evento e vai ministraruma masterclass apresentando ao público sua maneira de ser, pensar e fazer cinema. Aoutra retrospectiva é do diretor francês e ex-crítico da prestigiosa revista Cahiers du Cinéma, Olivier Assayas, que se tornou um dos nomes mais respeitados e premiados da atual geração de cineastas da França.

 Na Mostra Contemporânea, com curadoria dos críticos Francis Vogner dos Reis e Pedro Butcher, filmes brasileiros e estrangeiros dividem as atenções do público interessado em conhecer um recente e instigante panorama da cinematografia mundial.

Na seleção de curtas assinada pelo crítico e pesquisador Pedro Maciel Guimarães, a diversidade volta a ser a tônica dos 54 títulos em exibição. Diferente do que acontece ao longo dos festivais de cinema no segundo semestre de todo ano, a Mostra CineBH optou por apresentar trabalhos ainda não consagrados ou escolhidos para a grade maioria dos eventos de cinema até agora realizados em 2014, abrindo possibilidades de descobertas e apreensão até então inéditas.

Na sociedade em que vivemos hoje, cheia de estímulos visuais, o audiovisual assumiu papel central no cotidiano das pessoas, no modo de trabalho e difusão de conteúdos. Durante a 8ª Mostra CineBH, tem programação para todos os públicos e faixas etárias. A Mostrinha de Cinema é um ótimo programa pra toda família e o Cine-Expressão – A Escola Vai ao Cinemavai beneficiar mais de 3.000 alunos da rede de ensino de Belo Horizontecom a oferta deoito sessões Cine-Escola.

 Além da ampla e diversificada programação de filmes, o evento oferece também um programa de capacitação com a oferta de nove modalidades, entre oficinas, masterclasses e workshops com a oferta de 400 vagascom o objetivo de contribuir com a qualificação de profissionais e, ao mesmo tempo, estimular a formação de novos talentos, oportunizar o encontro e o intercâmbio – questão vital para o desenvolvimento da indústria audiovisual.

 Entre os destaques, está a presença do renomado crítico norte-americanoTag Gallagher, que vem ao Brasil especialmente para ministrar, durante a Mostra CineBH,três masterclassescom exibição de filmes históricos de três importantes cineastas – Roberto Rossellini, John Ford e Max Ophuls.

 Simultaneamente a toda essa programação, acontece durante a 8ª CineBH o Brasil CineMundi –International Coproduction Meeting, consolidado como evento de mercado audiovisual que faz conexão entre a produção brasileira independente e a indústria audiovisual. O programa chega à sua 5ª ediçãomaior e mais convicto do seu papel de ser um espaço e plataforma de rede de contatos e negócios para o cinema brasileiro em intercâmbio com o mundo.

 Nesta edição, além dos convidados do Brasil, participam 21 convidados internacionais representativos da indústria audiovisual mundial de 10 países – Alemanha, França, Holanda, Portugal, Itália, Suíça, EUA, Argentina, Uruguai e Chile, que desembarcam na capital mineira para participar das diversas atividades promovidas pelo evento e conhecer novos projetos de longa brasileiro em fase de desenvolvimento e pré-produção.

 Integra também a programação o Seminário Brasil CineMundi com a promoção de debates, workshops, masterclasses, diálogos, encontros de coprodução, rodada de negócios, agenda de relacionamentos.

 O evento vai reunir mais de 150 profissionais do audiovisual, acadêmicos, produtores, especialistas, representantes da indústria audiovisual nacional e internacional, críticos de cinema, entidades de classe e órgãos oficiais do setor audiovisual para discutir os avanços, as perspectivas, desafios e oportunidades no setor.

 Os desafios do setor audiovisual brasileiro no mercado global dão o tom da programação dos debates. Em pauta,o mercado audiovisual brasileiro, as políticas públicas, a coprodução internacional, o cinema documentário,as opções de intercâmbio e cooperação, asestratégias de inserção no mercado, distribuição e circulação de conteúdos, relato de experiências,a cinefilia e o cinema enquanto laboratório de experimentações de novas possibilidades de gênero.

 Agradecemos aos patrocinadores, parceiros e apoiadores que somaram esforços para tornar possível esta realização, aos profissionais do audiovisual, pela genialidade que imprimem em seus trabalhos, e àequipe de trabalho, de curadores e colaboradores,pela dedicação e competência.

 Que a 8ª Mostra CineBH e o 5º Brasil CineMundi possam contribuir positivamente para a aceleração de um processo consistente e pertinente para o audiovisual brasileiro, que, acreditamos, é fundamental e inadiável para o amadurecimento e profissionalização de nossa cinematografia.

VENCEDORES 5º BRASIL CINEMUNDI

Vencedor do 5º Brasil CineMundi (prêmios de parceiros e vaga no Torino FilmLab)
“A Mensageira”, produção de Cláudio Marques e direção de Marília Hughes

Menção honrosa do júri do 5º Brasil CineMundi
“A Febre”, produção de Julia Murat e direção de Maya Da-Rin

Ventana Sur (participação no Producer's Network)
Nicky Klopsch, “Aos Olhos de Ernesto”
Max Eluard, “Felis Domesticus”

Cinélatino (vaga para o Cinema in Development)
“A Mensageira”, direção de Marília Hughes e produção de Cláudio Marques

Torino FilmLab (vaga para Meeting Event)
Julia Murat, “A Febre”