Encontro do Audiovisual Mineiro discute políticas públicas para o setor

Integrantes do governo mineiro e representantes da classe audiovisual se reúnem na tarde desta segunda-feira para o “Encontro do Audiovisual Mineiro”, na Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes, às 15h. Promovido pela 10ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte, o bate-papo tem por objetivo discutir e esclarecer sobre políticas públicas, ações de cooperação, diretrizes, avanços, conquistas e parcerias para o desenvolvimento do setor no estado, especialmente em tempos de crise.

Estarão presentes na mesa Ângelo Oswaldo de Araújo Santos (secretário de Estado de Cultura de Minas Gerais), Fernanda Machado (diretora de economia criativa da Codemig), Bruno Hilário (suplente do coordenador do Prodam), César Piva (MidiaParque), João Paulo Cunha (presidente do BDMG Cultural) e Luis Fernando Paroli (diretor de comunicação institucional da Cemig), sob mediação do crítico e jornalista Marcelo Miranda. Diversos cineastas, pesquisadores, técnicos e produtores confirmaram presença, além de integrantes de grupos e associações da classe audiovisual em Minas.

No Seminário Brasil CineMundi, o longa-metragem Antes o Tempo não Acabava, de Sérgio Andrade e Fábio Baldo, será apresentado como estudo de caso às 14h30, no Teatro João Ceschiatti, com mediação de Francis Vogner. A produção do Amazonas contou com apoio do Fundo Ibermedia para Desenvolvimento e do World Cinema Fund (Alemanha), tendo sua estreia na seção Panorama do Festival de Berlim deste ano. Estarão na mesa Ana Alice de Morais (produtora, 3 Moinhos, Brasil), Fábio Baldo e Sérgio Andrade (diretores), Gudula Meinzolt (produtora, Autentika Films, Suíça) e Paulo de Carvalho (produtor,  Autentika Films, Alemanha). O projeto do longa-metragem participou do Brasil CineMundi em 2012.

A partir das 20h30, acontece o encerramento do Brasil CineMundi, com o anúncio dos projetos escolhidos este ano pela comissão julgadora e por parceiros da CineBH. O projeto selecionado pelo júri oficial vai ganhar materiais e serviços oferecidos por empresas do audiovisual e participação em eventos de mercado internacionais. Programas parceiros do programa, como Torino Film Lab, Ventana Sur, Cinélatino e DocMontividéu, também escolherão propostas que serão convocadas para seus laboratórios, a serem realizados em 2017. Em seguida, será exibido Antes o Tempo não Acabava, no Cine Humberto Mauro.

Durante a tarde, às 14h, no Cine Humberto Mauro, tem o último Diálogo Histórico deste ano, com a presença do crítico italiano Adriano Aprá. Na terceira sessão conduzida por ele, será exibido o filme italiano “O Eclipse” (1962), de Michelangelo Antonioni, seguida de bate-papo com Aprá.